Programa 5S: Básico e Poderoso

Programa 5S - Lean Manufacturing

O Programa 5S (ou 5S’s como alguns preferem), teve sua origem no Japão pós-guerra, tomando forma na década de 60, dentro da Toyota, como base para uma boa gestão de fábrica, consolidando-se a partir da década de 70, quando já ganha notoriedade global, como parte do Sistema Toyota de Produção, que o ocidente chama de Lean Manufacturing. Continue lendo “Programa 5S: Básico e Poderoso”

Diagrama de Afinidades: Como Usar Essa Ferramenta da Qualidade?

Diagrama de Afinidades: Uma Ferramenta da Qualidade

O Diagrama de Afinidades é uma ferramenta da qualidade utilizada para analisar e agrupar uma série de informações (ideias, opiniões, etc.) conforme a afinidade que apresentam entre si. Esse método foi criado pelo geógrafo e antropologista japonês Jiro Kawakita, na década de 60, e por isso também é conhecido como Método KJ. O diagrama de afinidades é tido como uma das novas ferramentas da qualidade, e também é chamado de mapeamento de afinidades e de análise temática.

Onde Usar?

Continue lendo “Diagrama de Afinidades: Como Usar Essa Ferramenta da Qualidade?”

Como É a Qualidade do seu Sistema de Gestão da Qualidade?

Segundo a ISO 9000 – Fundamentos e Vocabulário, um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) é um conjunto  de elementos inter-relacionados ou interativos de uma Organização para estabelecer políticas, objetivos e processos para alcançar esses objetivos, com relação à Qualidade. Segundo a Sociedade Americana da Qualidade (ASQ), um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) é definido como um sistema formal que documenta processos, procedimentos e responsabilidades para alcançar as políticas e objetivos da qualidade, ajudando a coordenar e direcionar as atividades de uma organização para atender aos requisitos dos clientes e melhorar sua eficiência de forma contínua. Eu diria, ainda, que o SGQ é um sistema estruturado e integrado que permite à Organização e seus usuários estabelecerem os processos e políticas da Qualidade com o objetivo de controlarem e melhorarem a Qualidade dos seus produtos e processos, buscando, primordialmente, satisfazer ao cliente, melhorar continuamente, e inovar. Baseado nisso, e na minha experiência em gestão industrial, formulei perguntas fundamentais a se fazer para analisar a qualidade de um SGQ, vejamos a seguir.
Continue lendo “Como É a Qualidade do seu Sistema de Gestão da Qualidade?”

Qualidade 4.0: A Nova Fronteira!

Qualidade 4.0: O Que É Isso?

O termo Qualidade 4.0 deriva do termo Indústria 4.0 (4ª Revolução Industrial) e representa a área tradicional de Qualidade utilizando-se, basicamente, da união das seguintes tecnologias: conectividade + inteligência artificial + computação em nuvem + automação. As novas ferramentas disponíveis incluem processamento inteligente, aprendizado de máquina (machine learning), dispositivos e operações conectados entre si (internet das coisas), blockchain, big data, robôs inteligentes interagindo com humanos, realidade virtual, realidade aumentada, e Continue lendo “Qualidade 4.0: A Nova Fronteira!”

Deming – O Homem Que Mudou o Japão

Deming - O Homem Que Mudou o Japão

William Edwards Deming foi um dos americanos mais influentes no Japão, sendo apontado como um dos grandes responsáveis pela recuperação econômica do Japão pós-guerra. Akio Morita, um dos co-fundadores da Sony e um de seus principais executivos até próximo de sua morte em 1999, escreveu em seu livro Made in Japan, publicado em 1986, o seguinte parágrafo sobre Deming: The “patron saint” of Japanese quality control, ironically, is an American named W. Edwards Deming, who was virtually unknown in his own country until his ideas of quality control began to make such a big impact on Japanese companies.” Cuja tradução livre é a seguinte: “O “santo patrono” do controle de qualidade japonês, ironicamente, é um americano chamado W. Edwards Deming, que era praticamente desconhecido em seu próprio país até que suas ideias sobre controle de qualidade começaram a causar um enorme impacto nas empresas japonesas.”

Pontos de Vista

Do livro de W. Edwards Deming, Out of the Crisis, publicado em 1982, podemos retirar um pouco da essência de seu pensamento. Continue lendo “Deming – O Homem Que Mudou o Japão”

Shisa Kanko – Uma Eficaz Técnica Japonesa para Redução de Erros

Shisa Kanko (“pointing and calling” no Inglês, ou “apontar e falar” no Português) é uma técnica japonesa de verificação de pontos importantes e críticos com o objetivo de evitar erros, cujas origens apontam o uso nas ferrovias do Japão, no começo do século XX, ao se buscar maior confiabilidade na condução dos trens e segurança dos passageiros.

O Método

A técnica possui dois protocolos básico, segundo informações do JICOSH (Centro Internacional para Saúde e Segurança Ocupacional do Japão). O que eu, particularmente, gosto mais (e utilizo em várias situações) consiste em Continue lendo “Shisa Kanko – Uma Eficaz Técnica Japonesa para Redução de Erros”

O Princípio dos 3 “GEN” para a Solução de Problemas

O Princípio dos 3 "GEN" para a Solução de Problemas

A Toyota é famosa pelo seu sistema de produção, conhecido mundialmente por Lean Manufacturing, e, dentre as suas várias facetas, o princípio (ou filosofia, como a própria Toyota se refere) dos 3 “GEN” é um aspecto bastante interessante, e que merece ser incorporado ao dia-a-dia das Organizações.

Os 3 “GEN” são: Continue lendo “O Princípio dos 3 “GEN” para a Solução de Problemas”

Comparativo Histórico dos Programas de Qualidade

Comparativo Histórico dos Programas de Qualidade

Controle da Qualidade Total, Lean Manufacturing, Zero Defeito, Gestão da Qualidade Total, Manutenção Produtiva Total, Teoria das Restrições, Six Sigma, são, provavelmente, os mais conhecidos Programas de Qualidade, mas, para os menos envolvidos, pode haver alguma confusão entre eles. Pensando nisso, fiz um comparativo histórico com as características principais de cada um.

TQC – Controle da Qualidade Total

O TQC (Total Quality Control) tem uma das origens mais remotas, desde o desenvolvimento, em 1924, das técnicas de Continue lendo “Comparativo Histórico dos Programas de Qualidade”

Por que a Maioria dos Programas de Qualidade Fracassam?

Por que a Maioria dos Programas de Qualidade Fracassam?

A novidade vem primeiro do CEO para os Gerentes, e depois, destes, para suas equipes:

Precisamos indicar algumas pessoas da nossa área para iniciar um novo treinamento para a implantação de um novo Programa de Qualidade.

As pessoas se entreolham e, tentando entender exatamente do que se trata, começam a pensar a respeito. As pessoas são escolhidas, os treinamentos realizados e, agora, a pior parte! O gerente fala com a equipe:

Pessoal! Nosso CEO quer mostrar ao conselho alguma redução de custos obtida com o novo Programa de Qualidade.

Quem pode acreditar que isso realmente vai dar certo? Sim, é só mais uma história de Continue lendo “Por que a Maioria dos Programas de Qualidade Fracassam?”