Planejamento Estratégico

Futuro bem planejado, direção devidamente traçada, grandes possibilidades de sucesso!

Introdução

Mas o que é um Planejamento Estratégico de um Negócio? Um planejamento estratégico é uma declaração escrita, resultado de uma grande discussão e análise crítica sobre o negócio, e que descreve e dá projeções sobre os rumos futuros da Organização, em geral com um horizonte de 5 anos. Um plano de negócios abrange não apenas os aspectos relativos à expansão dos negócios existentes, mas também o início de outros, ou mesmo o encerramento de algum. Um plano de negócios leva em conta principalmente os aspectos financeiros, de satisfação dos clientes e os de perpetuação da eficiência da Organização através do desenvolvimento dos colaboradores e parceiros.

Escrever um plano estratégico requer um preparo adequado de seus participantes, no sentido de que todos conheçam e entendam o porquê do uso de cada ferramenta, em cada etapa do processo, orientando sobre a melhor forma de participar nas reuniões e discussões.

Etapas do Planejamento Estratégico

Existem algumas variações quanto à forma e estrutura, mas a seguir apresentaremos uma forma básica, mas muito objetiva e útil. Nesse modelo, começamos a primeira fase definindo Missão, Visão e Valores. Numa segunda fase, fazemos a análise do ambiente em que se encontra a Organização (análise SWOT) identificando as forças e oportunidades (pontos positivos), e as fraquezas e ameaças (pontos negativos). Esses pontos uma vez identificados, irão apontar os objetivos estratégicos necessários para tratá-los. Analisamos criticamente estes objetivos, e mais a missão e visão estabelecida, chegando, então, a terceira fase, onde montamos um quadro estratégico apontando os objetivos-macro, seus indicadores, metas, ações e os fóruns de monitoramento. Os objetivos-macro deverão ser desdobrados nos demais níveis da Organização, de modo que todos os gestores tenham metas ao seu nível de atuação.

Os objetivos e medidas desse quadro estratégico (scorecard), como já dissemos, devem, é claro, derivar da visão e estratégia da empresa. Considerando os estudos de Kaplan e Norton, dos quais derivou o famoso livro “A Estratégia em Ação – Balanced Scorecard”, as metas e indicadores que formam a estrutura do balanced scorecard estão embasadas em 4 aspectos: financeiro, cliente, processos internos e aprendizado e crescimento. Segundo os autores, o balanced scorecard fornece a estrutura necessária para a tradução da estratégia em termos operacionais, e, para cada aspecto, existem perguntas-chave a serem respondidas:

  1. Finanças: “Para sermos bem-sucedidos financeiramente, como deveríamos ser vistos pelos nossos acionistas?”;
  2. Processos Internos: “Para satisfazermos nossos acionistas e clientes, em que processos de negócios devemos alcançar a excelência?”;
  3. Aprendizado e Crescimento: “Para alcançarmos nossa visão, como sustentaremos nossa capacidade de mudar e melhorar?”;
  4. Cliente: “Para alcançarmos nossa visão, como deveríamos ser vistos pelos nossos cliente?” Você pode conhecer esse e outros importantes livros de gestão na seção Best Sellers.

O resultado de todo esse trabalho é um mapa estratégico da Organização, onde vemos missão, visão, valores, objetivos estratégicos, indicadores, metas e ações. Esse trabalho, é crucial para o desenvolvimento da Organização, portanto, o tempo adequado deve ser tomado, podendo variar de 2 a 6 meses, mas é claro que dependendo da Organização, de seu porte e de sua complexidade, outros prazos podem ser mais adequados. A regra básica é que deve haver tempo para maturação das idéias, já que depois, o trabalho será de implementá-las.

PRIMEIRA

FASE

Definição da Missão da Organização:

·Missão deve ser compreendida como a razão de ser da Organização

·Deve descrever o negócio da Organização

·Deve ser tão curta quanto possível e tão longa quanto necessário

Estabelecimento da Visão da Organização:

·A Visão deve ser entendida como a descrição de uma situação futura

·Deve representar um projeto de longo prazo (5 a 10 anos)

·Deve ser curta e de fácil assimilação

·Deve ser traduzir os anseios dos acionistas e diretores

Definição dos Valores da Organização:

·Devem estar baseados nos princípios morais

·Devem refletir a cultura da Organização

·Devem ser respeitados por TODOS, em TODAS as situações

Todo esse conteúdo deve ser AMPLAMENTE divulgado dentro da Organização

 

SEGUNDA

FASE

Análise dos Cenários

O Que Ajuda!

O Que Prejudica!

AMBIENTE INTERNO
Fatores que podem impactar na Organização: Cultura, Pessoas, Procedimentos,
Tecnologia

Identificação das FORÇAS

Strengths

Identificação das FRAQUEZAS

Weaknesses

AMBIENTE EXTERNO
Fatores que podem impactar na Organização: Legislação, Meio-Ambiente, Economia, Política,
Concorrência, Cadeia de Fornecimento

Identificação das OPORTUNIDADES

Opportunities

Identificação das AMEAÇAS

Threats

Com base na identificação dos pontos do SWOT, buscaremos potencializar os pontos fortes e explorar as oportunidades, ao mesmo tempo em que deveremos tratar as fraquezas e atenuar as ameaças. Isso nos dará uma lista de objetivos estratégicos. Ou seja, a análise SWOT identifica pontos positivos e negativos no ambiente da Organização, e cada um destes pontos poderá indicar um objetivo estratégico a ser tratado no mapa estratégico da Organzização.

 

TERCEIRA

FASE

Quadro de Objetivos-Macro
(que deverão ser desdobrados nos demais níveis da Organização)

Perspectiva

Objetivo

Indicador

Meta

Ação

Fórum

Financeira
Comercial
Industrial
Administrativa

Veja, a seguir, um quadro-resumo: