Ferramentas Básicas da Qualidade: Estratificação de Dados

A estratificação é uma técnica de tratamento e análise de dados através da separação (ou estratificação) de dados variados, ou seja, é a subdivisão de um determinado grupo de dados em diversos sub-grupos, de acordo com alguns fatores desejados.

Objetivos e Sistemática da Estratificação

A estratificação de dados busca tornar visível determinados padrões de comportamento das variáveis, e é considerada uma das ferramentas básicas da Qualidade. É como pegar um grupo de pessoas, que se quer estudar o comportamento da pressão arterial, e separar pela idade, ou, pelo sexo, ou, pelo peso. Ou ainda, pode-se dividir o grupo pela idade, pelo sexo e pelo peso. Com isso, vai-se refinando o agrupamento, formando, cada vez, grupos mais homogêneos, e, com isso, permitindo-se chegar a melhores conclusões sobre o comportamento da pressão, e como cada grupo é afetado, ou não. São inúmeras as maneiras pelas quais você poderá separar ou estratificar os dados, dependendo, basicamente, da sua necessidade e do problema a ser analisado.

Exemplo Prático de Estratificação de Dados

Imagine que uma empresa queria verificar como estava a situação de entregas de pedidos aos seus clientes, e, por isso, tabulou os dados referentes ao número de pedidos entregues em atraso, durante o ano todo, e comparou com o número de reclamações recebidas por atraso, durante o mesmo ano. Os dados foram colocados no gráfico de barras, a seguir:

Observando-se o gráfico, nota-se a curiosa situação em que o número de pedidos entregues em atraso foi caindo ao longo do ano, porém, o número de reclamações por atraso, ao contrário, foi subindo. Os gestores da empresa não entenderam por que o número de reclamações aumentou, se o número de entregas com atraso diminuiu.

Assim, foram investigar a situação, e, no intuito de melhor analisar os números, foi utilizada a ferramenta de estratificação de dados, separando os pedidos entregues em atraso, de acordo com o número de dias de atraso (1 dia de atraso, 2 dias de atraso, 3 dias de atraso, 4 dias de atraso, 5 dias de atraso, 6 dias ou mais de atraso). Desse modo, o gráfico de estratificação foi o seguinte:

Com a estratificação, podemos observar claramente que os pedidos entregues com 1, 2, e 3 dias de atraso, diminuiram; porém, os pedidos entregues com 4, 5, 6 dias ou mais de atraso, aumentaram.

O que nos permite concluir que, embora o total de entregas com atraso tenha diminuído, as entregas com 4, 5, 6 dias ou mais, aumentaram; justamente as entregas que, sendo mais demoradas, em geral, mais aborrecem ao consumidor. O que levou os gestores a aplicar esforços no entendimento das causas desses atrasos, a fim de reduzí-los, ou eliminá-los.

Confira a planilha com esse gráfico de estratificação de dados na página de downloads.

Veja que uma simples estratificação permitiu entender uma situação que, numa primeira observação, pareceu estranha e paradoxal; por isso, dentre as ferramentas básicas da Qualidade, a estratificação de dados é uma ajuda esclarecedora em várias situações do dia a dia das Organizações.

Por favor, leia nossos Termos de Uso!