Gestão de Estoques

Se bem coordenada, pode evitar inúmeros problemas, reduzir custos e melhorar o atendimento ao Cliente.

O que é Gestão de Estoques?

É o conjunto de processos que tem a finalidade de buscar a melhor relação custo/benefício para a composição do estoque, seguindo as estratégias e políticas corporativas, e procurando o melhor nível de atendimento da demanda do cliente.

A gestão de estoques protagoniza um dos maiores conflitos dentro de uma Organização (veja a figura abaixo), e a busca pelo tamanho ótimo para o estoque, que atenda às necessidades corporativas, deve ser objetivo de todos os envolvidos.

Conflitos na gestão de estoques da Gestão Industrial

É muito comum nas Organizações haver as infindáveis discussões sobre estoques, muitas vezes culpando-se simplisticamente o gestor logístico pelo excesso de estoques. A questão é simples, deve-se entender o porquê dos volumes de estoque. É realmente má gestão logística? ou é consequência de uma série de outros problemas não enfrentados e não resolvidos dentro da Organização? O desenho do iceberg exemplifica muito bem essa questão. Normalmente enxergamos os altos volumes e/ou valores de estoque, e baixos giros, mas dificilmente temos consciência de uma série de causas que devem ser tratadas, combinando-se inclusive, os riscos que a Organização está disposta a correr no fornecimento, já que menores estoques podem envolver maiores riscos. Existe, para cada operação, um nível adequado de estoques que se deve ter, associado a questões como: exigências de mercado/cliente, estratégias de marketing, confiabilidade da cadeia de fornecedores (qualidade e prazo), organização e competência interna, entre outras.

Gestão de estoques - iceberg de problemas

Objetivos da Gestão de Estoques

    • Atender  à demanda do cliente (gerar receita e satisfazer o cliente);
    • Reduzir o volume de dinheiro investido em estoque (liberar capital de giro);
    • Permitir melhores negociações em Compras (previsibilidade , estabilidade, parceria);
    • Nivelar a produção (evitando HE ou demissões);
  •  

Como Realizar uma Boa Gestão de Estoques

Como já dissemos, a gestão de estoques é realizada através da ação coordenada de vários processos. Do ponto de vista da gestão física, os processos são aqueles do Almoxarifado, ou seja: recebimento, armazenagem, abastecimento de linha, expedição e segurança (patrimonial e funcional). Do ponto de vista da gestão estratégica, os processos são: S&OP (Planejamento de Vendas e Operações), Políticas de Estoque e de Política de Variação de Demanda, planejamento de materiais, programação de produção e Compras.

Gestão de estoques - estratégico e física

Indicadores de Desempenho da Gestão de Estoques

Existem vários indicadores relacionados à gestão de estoques, porém, alguns consideramos mais significativos no diagnóstico da situação de estoques. Veja o tópico Eficiência dos Processos para conhecer mais sobre indicadores.

INDICADOR

FÓRMULA

UNIDADE

Desempenho de Entrega de Fornecedor entregas ok na data / entregas programadas %
Dias de Atraso na Entrega do Fornecedor dia da entrega – dia programado dias
Giro de Estoque (consumo em valor / saldo médio em valor)*12 giros anuais
Valor do Estoque de Componentes saldo de final de mês R$
Acurácia de Estoque itens corretos / itens verificados

%

Desempenho do Plano de Produção plano real / plano programado

%

Curva ABC

Utilizamos a curva ABC para a definição e caracterização dos itens em A, B ou C, de acordo com o seu valor de consumo num determinado período (anual, semestral, etc.). Dessa forma, os itens identificados como A serão tratados como mais importantes e estratégicos, depois vêm os itens B, e por último os itens C. De modo geral, uma curva ABC classifica os itens dessa forma:

  • Itens A: representam 20% da quantidade de itens e 65% do valor de consumo
  • Itens B: representam 30% da quantidade de itens e 25% do valor de consumo
  • Itens C: representam 50% da quantidade de itens e 10% do valor de consumo

Portanto, a curva ABC irá nos ajudar, basicamente, em dois aspectos:

  • A correta armazenagem: separando os itens pela sua classificação, facilitando o controle e, inclusive, implantação de kanban.
  • A definição da quantidade de segurança de cada item, tema tratado em Política de Estoques.

Os sistemas ERP normalmente vem parametrizados com uma curva ABC e fazem o cálculo automaticamente.

Veja abaixo um exemplo de uma curva ABC de estoque:

Curva ABC de estoque

Competências Requeridas para a Equipe de Gestão de Estoques

  • Disciplina
  • Metodologia
  • Comprometimento
  • Comunicação Formal
  • Procedimentalização
  • Tendências e Inovação
  • Foco nos Objetivos da Organização


Comunicar Erro: Clique Aqui!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro mecânico (UFPR), pós-graduado em engenharia de man. mecânica (UFPR), pós-graduado em gestão empresarial (FGV), com mais de 17 anos de experiência em ambiente industrial, sendo mais de 13 anos ocupando cargos de gestão na indústria automotiva e eletroeletrônica; compartilhando conhecimento sobre gestão, há mais de 10 anos, através do portal GestaoIndustrial.com.


Copyright © 2009-2018 – Rodrigo Vargas e seus licenciantes - Material protegido - Para usos permitidos consulte os Termos de Uso. Infrações à lei e a estes Termos podem sofrer as penalidades cabíveis, na esfera civil e criminal.


Olá! Depois de bastante trabalho, consegui reunir o conteúdo dos tópicos da Gestão Industrial, nas versões eBook ou papel. O livro Gestao Industrial de A a Z está disponível na Amazon, onde você pode comprar com a segurança do líder global em vendas online.