Programa 5S: Básico e Poderoso

Programa 5S - Lean Manufacturing

O Programa 5S (ou 5S’s como alguns preferem), teve sua origem no Japão pós-guerra, tomando forma na década de 60, dentro da Toyota, como base para uma boa gestão de fábrica, consolidando-se a partir da década de 70, quando já ganha notoriedade global, como parte do Sistema Toyota de Produção, que o ocidente chama de Lean Manufacturing.

O 5S leva à melhoria do ambiente de trabalho e da qualidade de vida dos colaboradores e, através de mudança de atitude e comportamento, busca produtividade, qualidade e bem-estar do trabalhador. Seu nome deriva das iniciais das 5 palavras em japonês, que são os pilares do programa, e que começam com a letra “S”: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu, Shitsuke.

Objetivos

Assim como, a grande maioria dos programas e metodologias dos japoneses, o 5S busca benefícios em longo prazo, sendo que, entre os principais objetivos, podemos citar:

  • Segurança: através da organização dos setores e redução de material ao longo do ambiente de trabalho e, com isso, eliminando riscos e proporcionando movimentações mais estáveis, e efetivas.
  • Redução do Desperdício: através da organização das áreas de trabalho, e a redução de material desnecessário.
  • Produtividade: através do trabalho em ambientes mais organizados e limpos.
  • Qualidade: como consequência natural da organização e limpeza das áreas de trabalho, é possível atingir maiores níveis de qualidade.
  • Bem-estar: através da melhoria do ambiente físico de trabalho, mais limpo e organizado, pode-se proporcionar ao trabalhador uma sensação de bem-estar.
  • Melhoria da gestão: através da organização, limpeza e mudança de comportamento do trabalhador, mais focado nesses aspectos, há uma melhor condição da gestão das pessoas e dos processos.

O Significado dos 5S’s

Seiri = Senso de Utilização

  • Cada pessoa deve saber diferenciar o útil do inútil
  • Somente a quantidade certa deve estar disponível
  • Diferenciar o que tem uso diário do que tem uso esporádico

Seiton = Senso de Organização

  • Utilizar a forma mais adequada  de organização, de modo que todos os objetos possam ser encontrados, retirados e recolocados em seus devidos lugares
  • Cada coisa deve estar em seu lugar, após o uso
  • Cada coisa tem seu único e exclusivo lugar
  • É o conhecido bordão: “Um lugar pra cada coisa, e cada coisa no seu lugar.”

Seiso = Senso de Limpeza

  • Manter sempre limpo todo o ambiente de trabalho
  • Limpar o que está visível e o que está escondido, também
  • Limpar os locais de fácil acesso e os de difícil acesso, também
  • Ajudar a conservar limpos os locais de uso comum

Seiketsu = Senso de Saúde

  • Através dos 3 S’s anteriores (seiri-seiton-seiso), buscar o bem-estar de todos
  • Cuidar bem da nossa própria saúde e do grupo como um todo
  • Manter higiene pessoal
  • Respeitar as regras de segurança, zelando pela sua segurança e de seu colega
  • Manter hábitos saudáveis e eliminar os prejudiciais

Shitsuke = Senso de Autodisciplina

  • Empenhar-se na busca da satisfação dos 4 itens anteriores, sempre
  • Obedecer aos regulamentos da empresa
  • Trabalhar em equipe, respeitando os colegas e suas opiniões
  • Buscar a melhoria constantemente
  • Criar rotina das melhorias alcançadas
  • Zelar pelo ambiente de trabalho
  • Fazer isso tudo quando tem, e quando não tem, gente olhando

Programa 5S - Significado e descrição

Cultura da Qualidade

Assim como ocorre com qualquer programa da qualidade, é preciso treinar e  aculturar as pessoas, preparar o ambiente, e trabalhar em longo prazo. O papel dos gestores é, mais uma vez, fundamental: dando exemplo, engajando-se e estimulando todos no sentido de mudarem os comportamentos que precisam ser mudados. Os resultados valem a pena, são impressionantes, porém, para isso, é fundamental o engajamento da alta direção, pois, num ambiente de mudanças, deve haver a participação e o exemplo das principais lideranças. E esse é um dos principais motivos pelos quais o programa 5S tem sucesso no Japão, e fracassa em outros países, pois lá, a alta direção o pratica de forma consistente.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comunicar Erro: Clique Aqui!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro Mecânico (UFPR), pós-graduado em Engenharia de Manutenção Mecânica (UFPR), pós-graduado em Gestão Empresarial (FGV), Tem mais de 30 anos de experiência profissional, sendo mais de 20 dedicados a atividades de gestão e liderança, tendo trabalhado em renomadas empresas multinacionais, com vivência profissional internacional na Europa, Ásia e América Latina. Rodrigo obteve certificação Black Belt na metodologia Seis Sigma, certificação Practitioner em Programação Neurolinguística, certificação de Auditor Líder do Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001, e formação complementar em Docência pela Fundação Getúlio Vargas. Rodrigo Vargas tem vários livros publicados nas áreas de gestão, finanças, e cognição; compartilhando conhecimento sobre gestão, há mais de 10 anos, através do portal GestaoIndustrial.com.


Copyright © 2009-2021 – Rodrigo Vargas e seus licenciantes - Material protegido - Para usos permitidos consulte os Termos de Uso. Infrações à lei e a estes Termos podem sofrer as penalidades cabíveis, na esfera civil e criminal.