Principais Competências de Gestão: Pesquisa de Opinião.

Enquete - Principais Competências de Gestão

Envolvido há mais de 20 anos com gestão, e estudando sempre o comportamento profissional mais adequado à essa função, cheguei a uma relação de 12 competências principais relacionadas a um bom desempenho gerencial (coisa que abordei em detalhes no meu livro Cultura de Melhoria: Levando a Organização à Excelência); são elas: análise crítica, avaliação eficaz da equipe, delegação de poderes, desenvolvimento de competências, estabelecimento de metas, gestão eficaz do tempo, liderança, melhoria contínua, organização, planejamento, visão geral dos processos da organização, visão detalhada dos processos que administra.

A Pesquisa de Opinião

Resolvi, como parte dos estudos sobre o tema, fazer uma pesquisa de opinião no portal GestaoIndustrial.com para ver quais, dentre essas competências, que são consideras as mais importantes. Utilizei a tecnologia do Google Forms, com exigência de login na conta do Google, para evitar mais de uma resposta por pessoa. Relacionei as 12 competências de gestão, e fiz somente duas perguntas: 1)Das principais competências de gestão (em ordem alfabética), marque as 3 que você considera mais importantes; 2)Você trabalha ou já trabalhou como gestor?

Houve 101 respondentes, durante alguns dias de junho de 2020, e os resultados foram os seguintes (lembrando que a soma é maior que 100% pelo fato do respondente escolher 3 competências):

Analisando as mais e as menos votadas, onde podemos ver os extremos estatísticos, observamos o seguinte: a primeira surpresa minha é o fato da “liderança” não ter sido a competência considerada “a mais” importante, pois, na minha visão, ela é. Isso pode ocorrer, talvez, pelo fato de muitos profissionais ainda dissociarem a gestão, da liderança. Eu já escrevi um artigo (Você sabe a diferença entre gerente e líder? Mesmo?) em que eu esclareço que todo gestor deve ser um líder, mas nem todo líder é um gestor. Outra coisa que surpreendeu na enquete foi a “delegação de poderes” aparecer em último lugar. Eu considero fundamental ao gestor saber delegar poderes para poder dar conta de suas responsabilidades e, ao mesmo tempo, mostrar confiança e motivar a equipe. Eu diria que a “visão geral” ou “detalhada dos processos”, bem como, “organização”, seriam menos importantes (se é que podemos colocar dessa maneira), em condições gerais, do que “delegação de poderes”.

Agora, fazendo uma análise cruzada, podemos ver apenas as respostas de gestores (aqueles que exercem ou já exerceram cargos de gestão), e de não gestores, e aí, algo muito curioso ocorre:

Os não gestores parecem perceber mais a importância da “liderança” (a diferença entre “planejamento” e “liderança” foi bem menor entre os não gestores do que entre os gestores), enquanto que os gestores parecem perceber mais a importância da “delegação de poderes” (com uma votação bem maior entre os gestores do que entre os não gestores). É possível inferir que os não gestores sentem falta da liderança no gestor, ou seja, um gestor sem a devida liderança, de algum modo, estaria demonstrando essa falta de competência; talvez, através de uma comunicação ruim, ou conflitos não resolvidos pela falta de senso de justiça, por exemplo. Lembrando que eu considero a liderança, como um conjunto de 10 outras competências, conforme as descrevi no mesmo artigo já citado antes (Você sabe a diferença entre gerente e líder? Mesmo?).

Claro que todos esses resultados são instigantes, porém, ainda muito superficiais. Acredito ser necessário pesquisas bem mais profundas para poder confirmar esses achados. De todo modo, os resultados são, em si, muito interessantes.


Comunicar Erro: Clique Aqui!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro Mecânico (UFPR), pós-graduado em Engenharia de Manutenção Mecânica (UFPR), pós-graduado em Gestão Empresarial (FGV), Tem mais de 30 anos de experiência profissional, sendo mais de 20 dedicados a atividades de gestão e liderança, tendo trabalhado em renomadas empresas multinacionais, com vivência profissional internacional na Europa, Ásia e América Latina. Rodrigo obteve certificação Black Belt na metodologia Seis Sigma, certificação Practitioner em Programação Neurolinguística, certificação de Auditor Líder do Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001, e formação complementar em Docência pela Fundação Getúlio Vargas. Rodrigo Vargas tem vários livros publicados nas áreas de gestão, finanças, e cognição; compartilhando conhecimento sobre gestão, há mais de 10 anos, através do portal GestaoIndustrial.com.


Copyright © 2009-2020 – Rodrigo Vargas e seus licenciantes - Material protegido - Para usos permitidos consulte os Termos de Uso. Infrações à lei e a estes Termos podem sofrer as penalidades cabíveis, na esfera civil e criminal.