Você Sabe a Diferença entre Gerente e Líder? Mesmo?

No meu primeiro cargo de gestão, em 1997, como supervisor de produção de uma empresa global fabricante de motores, meu desafio era não apenas o startup da produção da nova fábrica no Brasil, mas também, o início da minha própria carreira em gestão. E como eu naquele tempo, você provavelmente já ouviu a seguinte frase: “Você deve ser mais que um bom gestor, você deve ser um bom líder!

Sério? Mas como ser um bom gestor, sem ser um bom líder?

Ser gestor é uma crítica e importante posição a ser exercida num cenário de negócios, e requer algumas que algumas competências bem específicas sejam desenvolvidas para que se exerça bem a função. Então, vamos entender o que exatamente significam os termos “gestão” e liderança”.

Os mais de 13 anos fazendo gestão de pessoas em ambiente industrial fizeram-me refletir profundamente sobre o real significado de ser um gerente/gestor e um líder. Depois de já ter lido incontáveis artigos e livros sobre gestão e liderança, eu cheguei a conclusão que existe muita confusão sobre o tema. Faça uma busca agora mesmo na internet e você verá o que eu quero dizer, alguns autores dizem que o gerente cuida de tarefas administrativas, repetitivas, mas não lidera, não motiva, não inova, e  outras coisas malucas do gênero. Em geral, você verá definições de liderança como sendo um comportamento especial, ou algum dom natural, ou mesmo, algum superpoder, o que não é!

Liderança é uma Competência!

Ainda que eu concorde que algumas pessoas têm mais facilidade para exercer a liderança, ou a exerçam com mais naturalidade, a liderança continua sendo uma competência. Relembrando que uma competência é o conjunto de habilidade, conhecimento e atitude voltadas para se cumprir uma determinada tarefa. Por isso, sendo uma competência, a liderança pode ser desenvolvida com estudo, treinamento e prática.

Diferença entre Liderança “competência” e Liderança “função”

Outra confusão que se faz é entre liderança como sendo uma competência, e liderança como sendo um determinado cargo, como por exemplo: líder de produção, líder de manutenção, etc.  Porém, ainda que seja uma função, o nome de um cargo, ainda assim, a competência de liderança será, obviamente, requerida.

Qual é, então, a Diferença entre Gerente e Líder?

A resposta objetiva é: todo gerente (ou gestor) deve ser líder, mas nem todo líder é gestor. Isso significa dizer que “liderança” é uma das competências principais de um cargo de gestor. Ao contrário, “gestão” não é uma competência necessária para um cargo de líder. Eu acredito que qualquer um que já tenha exercido um cargo de gestão irá entender isso. É virtualmente impossível admitir que um gestor exerça suas tarefas, planejando, organizando, melhorando processos, orientando pessoas, liderando reuniões e projetos, sem a competência de liderança. Vamos entender melhor, observando, a seguir, quais são as competências de gestão, e quais as de liderança.

As 12 Principais Competências de Gestão
  1. Gestão do tempo: capacidade de identificar prioridades, e agir com disciplina para executá-las.
  2. Estabelecimento de metas: capacidade de definir apropriadamente objetivos a serem atingidos.
  3. Organização: capacidade de estruturar coisas, processos e pessoas.
  4. Delegação de Poderes: a delegação de poderes é a distribuição criteriosa de responsabilidades. Ela facilita o trabalho do gestor, ao mesmo tempo que pode promover a motivação de quem recebe a responsabilidade.
  5. Avaliação Eficaz da Equipe: é a capacidade de avaliar as competências das pessoas, e os resultados atingidos por elas, conseguindo apontar as competências boas, e aquelas que devem ser desenvolvidas.
  6. Desenvolvimento de Competências: capacidade de desenvolver e melhorar a competência das pessoas, através de coaching, mentoring e treinamento.
  7. Liderança: é um conjunto de capacidades necessárias para um líder (descritas adiante).
  8. Análise Crítica: capacidade de entendimento e julgamento de resultados, coisas e situações.
  9. Melhoria Contínua: é a capacidade de encontrar maneiras de melhorar processos, tecnologia, ou pessoas.
  10. Planejamento: capacidade de desenvolvimento de uma metodologia sistemática para a configuração de ações futuras.
  11. Visão Detalhada dos Processos que Administra: capacidade de entendimento detalhado dos processos de sua área de atuação, bem como as suas inter-relações.
  12. Visão Geral dos Processos da Organização: capacidade de ter um entendimento macro dos principais processos da Organização.
A Competência de Liderança é Formada por um Conjunto de 10 Outras Competências
  1. Motivação: capacidade de manter e elevar o moral e a energia das pessoas e do time como um todo.
  2. Equilíbrio Emocional: capacidade de agir e reagir com sabedoria, dominando as suas próprias ações e reações.
  3. Visão positiva: capacidade de mostrar a crença de que o caminho é certo, e o futuro será melhor.
  4. Justiça: Fazer escolhas com sabedoria, ter consistência entre o discurso e as ações, assumir os seus próprios erros, liderar pelo bom exemplo, estabelecer relações de confiança e transparência.
  5. Iniciativa/Proatividade: capacidade de iniciar e empreender ações necessárias.
  6. Aprendizagem com os Erros:  é a capacidade de analizar e entender o erro a fim de corrigi-lo e não repeti-lo. Cada erro que cometemos vem com um pacote cheio de ensinamentos.
  7. Boa Comunicação: capacidade de receber e transmitir informações de forma clara, apropriada, e assertiva.
  8. Foco em Resultados: capacidade de evidenciar e relevar os objetivos definidos, e os resultados obtidos.
  9. Tomada de Decisões Difíceis: capacidade de tomar decisões e assumir riscos, não delegando as decisões difíceis e inerentes ao seus cargo ou área de responsabilidade.
  10. Criatividade: capacidade de ter ideias significativas, e de criar novas soluções.

Todo Gestor Deve Ser Líder, mas nem Todo Líder é Gestor

Pelas listas de competências enumeradas anteriormente, fica fácil entender que um gestor precisa da competência de liderança, mas o líder não precisa das competências do gestor. Como já disse, eu exerci por muitos anos o cargo de gestor, e posso dizer que é impossível exercê-lo sem a competência de liderança. Se você é gestor, provavelmente, irá concordar comigo.

É claro que, aqui, não estamos entrando no mérito se o gerente que você conhece é bom ou ruim, pois, estamos tratando apenas do que lhe é requerido. Eu, particularmente, conheci vários gestores que não tinham as competências necessárias bem desenvolvidas, e, por isso, não desempenhavam bem a sua função. Portanto, depois de mais de 20 anos trabalhando em ambiente industrial, posso dizer que não existe um gerente que exerça suas funções com efetividade, sem a competência de liderança!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro mecânico (UFPR), pós-graduado em engenharia de man. mecânica (UFPR), pós-graduado em gestão empresarial (FGV), com mais de 17 anos de experiência em ambiente industrial, sendo mais de 13 anos ocupando cargos de gestão na indústria automotiva e eletroeletrônica.


Compartilhe o post na sua rede!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •