O Que Fazer com Pessoas Tóxicas no Ambiente de Trabalho?

Grosseria, estupidez, incivilidade, assédio, bullying ou toxicidade, não importa a palavra que você queira usar, o tema é uma preocupação importante para qualquer bom gestor em um ambiente de trabalho. Uma pessoa tóxica é aquela que deliberadamente, e repetidamente, ofende, humilha, ridiculariza, perturba, desrespeita, ou incomoda outras pessoas no local de trabalho. É uma questão grave que não pode ser negligenciada, e deve ser encarada com seriedade porque apenas uma pessoa tóxica tem um tremendo poder de destruição em um local de trabalho.

Seis Características de Pessoas Tóxicas

  • Pessoas tóxicas tentam desmerecer seu trabalho, tentando humilhá-lo;
  • As pessoas tóxicas são sempre negativas e ficam felizes em apontar suas falhas;
  • As pessoas tóxicas sempre querem manipulá-lo, forçando-o a fazer o que elas querem;
  • As pessoas tóxicas gostam de discordar, e desfrutam da instabilidade criada no local de trabalho;
  • Pessoas tóxicas querem ridicularizar você, mas esperam que você continue tolerante com elas;
  • Pessoas tóxicas são rudes e grosseiras, nas situações mais inesperadas;
Os Danos Causados por Pessoas Tóxicas

Nem todos os gestores, infelizmente, tem todo o entendimento sobre o quão ruim e perverso é ter uma pessoa tóxica dentro da organização. De acordo com uma pesquisa realizada por Christine Porath (Georgia University) e Christine Pearson (Thunderbird escola de gestão global) com 800 gerentes e funcionários em 17 indústrias, algumas das nefastas consequências da incivilidade apontadas por pessoas que sofreram ataques de pessoas tóxicas, são:

  • 78% disseram que seu comprometimento com a Organização diminuiu;
  • 66% disseram que seu desempenho piorou;
  • 48% disseram ter, intencionalmente, diminuído o empenho no trabalho;
  • 38% disseram ter, intencionalmente, piorado a qualidade do trabalho;
  • 25% admitiram ter descontado a irritação nos clientes.
  • 12% disseram que deixaram o emprego;

Um interessante estudo chamado “Trabalhadores Tóxicos” (Toxic Workers), conduzido por Michael Housman (Cornerstone OnDemand) e Dylan Minor (Kellogg School of Management), publicado em 2015, mostrou que evitar um trabalhador tóxico (ou convertê-lo em um trabalhador médio) proporciona mais benefícios do que substituir um trabalhador médio por um trabalhador de alto desempenho (que eles chamam de superstar).

O Que Fazer com Pessoas Tóxicas no Ambiente de Trabalho?

Tem alguma pessoa tóxica na empresa onde você trabalha? Se você é subordinado a ela, é mais complicado, mas ainda assim, há algo que você pode fazer! Em primeiro lugar, não entre no jogo da pessoa, ela quer que você se aborreça e perca seu desempenho, ela quer que você fique frágil. Anote as situações onde ocorreram o bullying ou assédio (sim, escreva data, horário, local, pessoas próximas, e todo o tipo de detalhe significativo para descrever o episódio) e tente obter testemunhas (isso é muito importante), ainda que, muitas vezes, não seja fácil. Se você entender que pode tentar ter uma conversa com a pessoa tóxica, antes de qualquer outra ação, vá em frente, mas tenha muito cuidado, e procure ter pessoas próximas a quem você possa recorrer, se necessário. Tenha uma conversa explicando que tipo de comportamento que a pessoa está tendo e que lhe é ofensivo ou abusivo. Diga-lhe que você não vai permitir que isso continue. Mas, se você acredita ser difícil uma conversa dessas, ou que não deva lograr resultado, peça ajuda dentro da Organização, por exemplo, no departamento de Recursos Humanos, ou falando com a chefia direta da pessoa. Essas mesmas recomendações podem valer, ainda, se a pessoa tóxica for um colega seu.

Mas se você, por outro lado, for o gestor dessa pessoa tóxica, não perca tempo, apenas livre-se dela o mais rapidamente possível! O ambiente de trabalho agradece, e a sua equipe vai ganhar em desempenho e eficácia. Pessoas tóxicas, em geral, tem algum desvio de caráter, e isso não é algo simples de lidar, nem tampouco, passível de mudar facilmente (se é que se consegue, realmente, mudar – até hoje ainda não conheci nenhum caso). Se uma pessoa que agrega pouco ao ambiente de trabalho, já coloca em risco sua permanência no time, imagine uma pessoa que, ao contrário, desagrega, desconstrói, desune, e intoxica o ambiente. Eu acredito que não vale a pena perder tempo com esse tipo de pessoa, é bem melhor se ver livre dela!

Portanto, em respeito aos colaboradores da Organização, e em defesa do bom ambiente de trabalho, da competitividade e dos resultados, não tolere pessoas tóxicas na sua equipe!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro mecânico (UFPR), pós-graduado em engenharia de man. mecânica (UFPR), pós-graduado em gestão empresarial (FGV), com mais de 17 anos de experiência em ambiente industrial, sendo mais de 13 anos ocupando cargos de gestão na indústria automotiva e eletroeletrônica.


Compartilhe o post na sua rede!