Como Criar uma Cultura que Apoia as Mudanças?

Um Cenário Desafiador

A globalização foi o fenômeno de interação econômico e socio-cultural mais intenso entre países, iniciado, notavelmente, no final dos anos 80 e início dos anos 90. Como consequência disso, os padrões de qualidade aumentaram, não apenas dos produtos, mas, por extensão, dos próprios profissionais. A globalização se caracterizou pelo aumento da liberdade política (devido ao final da Guerra Fria), pela redução dos custos de transporte (devido às aberturas de mercado e modernização dos meios de transporte), e pela facilidade de comunicação (com o advento da internet comercial).

As Mudanças são Mais Rápidas

Assim, vimos, no campo industrial, uma grande mudança cultural à medida que os consumidores começaram a ter mais opções de compra, e, com isso, os fabricantes de produtos de baixa qualidade tiveram, basicamente, duas alternativas: ou melhorar a qualidade, ou fechar as portas. Como efeito da globalização, as informações acontecem em tempo real, as mensagens eletrônicas facilitam a comunicação e troca de informações, e tudo acontece muito mais rápido do que décadas atrás.

A Importância das Lideranças

Com todo esse novo contexto, os prazos de introdução de novos produtos nas Organizações passaram a ser muito menores do que antes. As coisas acontecem na velocidade dos bytes. É tudo muito rápido. Incluindo a tomada de decisão. Portanto, a mudança é constante, e é necessário que todos estejamos preparados para isso. E mais do que isso, é preciso não apenas estar preparado para mudar, mas estar disposto a ser um agente de mudança, ou seja, motivar os outros a mudar, mostrando os benefícios disso. Este é um papel importante de qualquer Líder dentro das novas Organizações.

Desenvolvimento de Competências.

Lembre-se de que, nem todas as mudanças geram melhorias, mas não há melhorias sem mudanças. Isso é o que as organizações exigem hoje: mudança, melhoria e inovação. Para estar preparado para isso, é necessário um sólido programa de desenvolvimento de competências, afetando amplamente todas as partes interessadas, todos os players. Não há nada melhor para o processo de abertura da mente do que o treinamento, esse é um fator-chave na criação de cultura, e também desenvolve um ambiente qualificado e receptivo.

Criando uma Cultura que Suporta a Mudança

Então, são dois os principais fatores de sucesso na criação de uma cultura organizacional que suporte a mudança: bons líderes e um forte programa de desenvolvimento de competências para todas as partes interessadas.

Não é provável que a velocidade das mudanças diminua no futuro, ao contrário, a concorrência entre as empresas e o futuro da tecnologia só vai aumentar nos próximos anos. Então, prepare sua empresa para um futuro bem sucedido, criando uma cultura que apóie a mudança, contratando e mantendo bons líderes, e implementando um programa robusto de desenvolvimento de competências. E faça isso antes de começar a perder a sua fatia de mercado, depois será mais difícil.


Comunicar Erro: Clique Aqui!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro mecânico (UFPR), pós-graduado em engenharia de man. mecânica (UFPR), pós-graduado em gestão empresarial (FGV), com mais de 17 anos de experiência em ambiente industrial, sendo mais de 13 anos ocupando cargos de gestão na indústria automotiva e eletroeletrônica; compartilhando conhecimento sobre gestão, há mais de 10 anos, através do portal GestaoIndustrial.com.


Copyright © 2009-2019 – Rodrigo Vargas e seus licenciantes - Material protegido - Para usos permitidos consulte os Termos de Uso. Infrações à lei e a estes Termos podem sofrer as penalidades cabíveis, na esfera civil e criminal.