Autoconfiança Não É Arrogância!

Autoconfiança não é arrogância

“Arrogância é a camuflagem da insegurança”

Tim Fargo – autor e empresário americano.

Você já deve ter trabalhado com aquele sujeito que se acha melhor e mais importante do que os outros, mas que, na verdade, está longe de sê-lo; é apenas mais um daqueles arrogantes corporativos. Isso ocorre pela formação da personalidade, muitas vezes pelo exemplo na família, outras pela falsa ideia de que, ao se posicionar como melhor que os outros, ele o será de verdade. Acontece que, quando queremos ser melhores que nós mesmos, e trabalhamos para isso, o seremos; mas, quando queremos apenas parecer melhores que os outros, fracassaremos. O grande equívoco é confundir autoconfiança com arrogância. Enquanto que, autoconfiança significa confiar em si mesmo (o que é positivo), arrogância é pretender ser superior ou melhor que os outros, com atitudes de desprezo e empáfia (o que é negativo).

Autoconfiança x Arrogância

Mas, além do mundo corporativo, encontramos também, vários exemplos de como a arrogância pode levar ao fracasso. Há um exemplo muito interessante e emblemático, que vem de uma luta da SFL (Super Fight League) entre Amitesh Chaubey e Jason Solomon. Antes da luta, pode-se perceber claramente a atitude humilde e focada, mas autoconfiante, do lutador Chaubey, enquanto que o lutador Solomon parece arrogante e provocativo; há um momento, antes da luta, em que este vai ao corner do primeiro para encará-lo e provocá-lo. Como foi a luta? O Chaubey acertou um cruzado aos 4 segundos de luta, que derrubou o Solomon e, aos 9 segundos, o juiz interrompeu a luta e deu a vitória ao Chaubey.

Ainda no esporte, conheço um outro exemplo interessante sobre autoconfiança e respeito. A campeã do UFC, Cris Cyborg perdeu uma luta, em Los Angeles, no UFC 232, junto com uma invencibilidade de mais de 13 anos (21 lutas). Na entrevista, ao final, além de reconhecer as qualidades da adversária, disse que a derrota seria um incentivo para treinar ainda mais, e continuar lutando. Uma atitude de campeão: autoconfiança, respeito e humildade. Algum tempo depois, pensando em escrever esse artigo e falar sobre autoconfiança e arrogância, me perguntei como ela teria reagido ao longo de suas tantas vitórias, teria sido ela autoconfiante ou arrogante? Assisti, então, às entrevistas que ela deu no UFC 219, UFC 222 e UFC 240 (exatamente duas lutas antes, e uma depois da derrota). O que eu vi? Basicamente, a mesma postura: autoconfiança, sem arrogância, com respeito e humildade.

Humildade

No Evangelho de Lucas, existe uma passagem intitulada A Parábola dos Primeiros Assentos, em que Jesus diz: “Quando por alguém fores convidado às bodas, não te assentes no primeiro lugar; não aconteça que esteja convidado outro mais digno do que tu; e, vindo o que te convidou a ti e a ele, te diga: Dá o lugar a este; e então, com vergonha, tenhas de tomar o derradeiro lugar. Mas, quando fores convidado, vai, e assenta-te no derradeiro lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, assenta-te mais para cima. Então terás honra diante dos que estiverem contigo à mesa. Porquanto qualquer que a si mesmo se exaltar será humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.”

A palavra humildade advem do latim humus, que significa terra, donde vem a palavra humilis (donde deriva humilde), que quer dizer “ficar na terra”, ou seja, ter os pés no chão. Isto é sensatez, bom senso e maturidade. Humildade, em síntese, significa agir com simplicidade, respeito e consciência, sem arrogância nem presunção. Ora, é preciso ter humildade para ser, verdadeiramente, bem-sucedido. A humildade nos torna maiores do que somos, enquanto que a arrogância nos torna menores.

Portanto, seja no esporte ou no mundo corporativo, tenha sempre em mente que autoconfiança não é arrogância, e que a humildade o tornará maior.


Comunicar Erro: Clique Aqui!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro mecânico (UFPR), pós-graduado em engenharia de man. mecânica (UFPR), pós-graduado em gestão empresarial (FGV), com mais de 17 anos de experiência em ambiente industrial, sendo mais de 13 anos ocupando cargos de gestão na indústria automotiva e eletroeletrônica; compartilhando conhecimento sobre gestão, há mais de 10 anos, através do portal GestaoIndustrial.com.


Copyright © 2009-2019 – Rodrigo Vargas e seus licenciantes - Material protegido - Para usos permitidos consulte os Termos de Uso. Infrações à lei e a estes Termos podem sofrer as penalidades cabíveis, na esfera civil e criminal.