15 Perguntas para Fazer na sua Entrevista de Emprego

O momento da entrevista é, sem dúvida alguma, um momento crucial, onde você tem que demonstrar as suas competências, passar confiança a quem lhe entrevista, mas, ao mesmo tempo, buscar compreender as características e particularidades da nova oportunidade. Para facilitar esse momento, relaciono, a seguir, 15 perguntas que podem lhe ajudar a entender alguns desses aspectos mais importantes.

1) Quais são as principais responsabilidades do cargo?

Se você não tomou conhecimento prévio da descrição do cargo, é hora de saber. Mesmo que você já tenha lido uma descrição básica do cargo básica, e lá deve ter uma relação das responsabilidades do cargo, o objetivo da pergunta é ouvir quais são as responsabilidades-chave, as mais importantes do ponto de vista de quem o está entrevistando (faça essa pergunta a todos que o entrevistar, é bom para entender a percepção de cada um).

2) A quem (qual cargo) eu me reportarei diretamente?

Muitas vezes, a primeira entrevista não é com o seu futuro chefe, mas com alguém da área de Recursos Humanos da Organização, ou um consultor de seleção contratado, se esse for o caso, inquira sobre o cargo ao qual você se reportará, e sua posição no contexto da Organização.

3) Quem são os colaboradores/gestores que se reportarão diretamente a mim? Como é formada a equipe que estará sob minha responsabilidade?

Informação básica para o entendimento do novo desafio, e é bom para ter uma visão sobre o cargo e as responsabilidades. Se você estiver falando com um consultor de seleção, é provável que ele não saiba responder, e lhe diga que numa próxima entrevista você será informado.

4) Quais serão as minhas metas para o primeiro ano?

Objetivamente falando, uma vez assumindo o novo trabalho, é aqui que você deverá colocar os seus esforços e a sua atenção, portanto é bom conhecer essa informação.

5) Como serei avaliado? Quem fará a minha avaliação?

Uma forma objetiva de avaliar seria baseado no atingimento de metas, mas muitas Organizações utilizam-se de modelos baseados em determinadas características e notas, modelos que eu, particularmente, entendo ineficazes. De todo modo, é bom você saber como será a forma de avaliação, periodicidade, e quem a fará.

6) Quais são as áreas mais problemáticas e que precisam mais atenção?

Essa é uma pergunta esclarecedora, pois é provável que o processo de seleção esteja ocorrendo por causa disso, e a expectativa da chefia e da Organização como um todo pode estar residindo justamente nessa questão.

7) Quais os desafios em relação à equipe?

Essa é uma outra pergunta que segue na mesma linha da anterior, mas, agora, focada em pessoas.

8) Quais são as competências mais importantes para esse cargo, na sua opinião?

É mais uma informação importante, pois você poderá confrontar as expectativas de quem o entrevista, com as suas próprias percepções.

9) Terei liberdade total para construir a minha equipe?

Essa é uma questão que eu reputo fundamental para poder exercer a função de gestão plenamente. Se você, como gestor, não tiver total liberdade para contratar ou demitir pessoas de sua equipe, terá dificuldades evidentes, portanto, pense bem se vale a pena!

10) Como são os programas de treinamento na Organização?

Essa pergunta permite conhecer um pouco sobre que tipo de investimento a Organização faz no desenvolvimento de competências dos colaboradores.

11) Por que o ocupante anterior do cargo saiu (foi demitido ou pediu demissão)? Quais foram suas principais dificuldades?

A resposta, aqui, é um bom indicativo sobre as expectativas e o contexto do desafio dessa oportunidade de trabalho.

12) Quais é o número de colaboradores, turnos de produção, e os horários de trabalho (produção e administrativo)?

Essa é uma pergunta para traduzir o atual ritmo da Organização.

13) Qual o faturamento anual da empresa?

Essa é uma pergunta que permite-lhe posicionar a Organização, no âmbito financeiro.

14) Após alguns anos trabalhando aqui, e, tendo bons resultados, quais são as possíveis novas oportunidades na Organização?

A pergunta deixa claro que você está focado no desafio de hoje, pois está imaginando uma possível mudança apenas em “alguns anos”, e isso é bom para quem está do outro lado saber que, apesar de focado, você tem fôlego para ir além, e é bom pra você saber se existe alguma perspectiva de crescimento interno.

15) Qual é o salário e as políticas de benefício vinculadas ao cargo?

É claro que a questão salarial e os benefícios do cargo são fundamentais para uma análise de aceitação da proposta. Mas, em algumas situações, não é dada a posição salarial e, ao contrário, é solicitada uma pretensão, e nesse caso, as perguntas anteriores são importantes para você entender o tamanho do desafio. As perguntas 13 e 14 dão uma boa ideia da complexidade operacional da Organização, permitindo compor a pretensão salarial com maior clareza.

É claro que, além dessas, outras perguntas podem ser feitas, dependendo, inclusive, de características específicas da oportunidade a qual você está se candidatando. De todo modo, vá sempre confiante, e seja claro na sua comunicação. Boa sorte!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro mecânico (UFPR), pós-graduado em engenharia de man. mecânica (UFPR), pós-graduado em gestão empresarial (FGV), com mais de 17 anos de experiência em ambiente industrial, sendo mais de 13 anos ocupando cargos de gestão na indústria automotiva e eletroeletrônica.


Compartilhe o post na sua rede!