7 Dicas para Aumentar a Eficácia do Treinamento Corporativo

7 Dicas para Aumentar a Eficácia do Treinamento Corporativo

O treinamento, além de sua função original de desenvolver as competências dos colaboradores, funciona como excelente ferramenta de motivação, e é um dos pilares da formação da Cultura Organizacional. Por isso, devemos dar-lhe a devida atenção, procurando fazê-lo da melhor forma possível. Inclusive, porque o ensino de adultos (andragogia) não é igual ao ensino de crianças (pedagogia), existindo diferenças básicas, como as que eu descrevo a seguir:

  • Relação professor/aluno: enquanto que na pedagogia o ensino é centrado no professor, na andragogia ele é centrado no aluno.
  • Razões da aprendizagem: enquanto que a pedagogia segue um determinado currículo padronizado, os adultos aprendem o que realmente precisam saber, com uma abordagem prática na solução de determinados problemas.
  • Orientação da aprendizagem: as crianças aprendem por matérias, já os adultos aprendem por competências.

Essas diferenças exigem abordagens diferenciadas para o ensino do profissional, por isso mesmo, as dicas que veremos ganham importância ainda maior. Vejamos, a seguir, algumas dicas para aumentar o aproveitamento e a eficiência dos treinamentos corporativos.

Conhecimento prévio

A informação que nós temos abre portas para novas informações, estimula a absorção de novos conteúdos, e facilita o entendimento de novos conhecimentos. Por isso, é importante que haja sempre uma coerência entre o conteúdo do treinamento e o conhecimento base do treinando, ou seja, é preciso que o profissional a ser treinado tenha o conhecimento base necessário para participar do treinamento e, assim, ter o melhor aproveitamento. Para facilitar, estabeleça os requisitos para o treinamento, e, quando for necessário, faça um treinamento de nivelamento de conhecimento para aqueles que tiverem necessidade, antes do treinamento principal. Esse pequeno cuidado pode fazer o treinamento muito mais eficiente.

Predisposição

A descontração, a ausência de tensão, o relaxamento, a atenção, e a concentração propiciam o aprendizado. Por isso, é muito importante a escolha do local de treinamento, e a organização, pois o colaborador tem que se desconectar dos problemas do dia-a-dia da empresa, para poder estar predisposto a conhecer e absorver novos conteúdos. Para isso, o treinando deve ser orientado a planejar a sua ausência, delegando suas responsabilidades, para que tenha a tranquilidade necessária para participar do treinamento. O ambiente do treinamento deve ser simpático, com o silêncio necessário, e temperatura agradável.

Exemplificação

Nós aprendemos melhor através dos exemplos, por isso, devem ser utilizadas metáforas, estudos de caso,  e todo tipo de exemplo que facilite o entendimento do treinando. O exemplo tem o poder de esclarecer conceitos, clarear idéias, e demonstrar princípios de modo efetivo, sendo, em determinadas situações, o diferencial entre aprender, e não aprender.

Efeito Von Restorff

Hedwig von Restorff foi uma psicóloga e pesquisadora alemã, cujos estudos indicaram que elementos distoantes facilitam a retenção da informação (Von Restorff Effect). Um exemplo clássico é o da lista de mercado em que um dos itens foi marcado com uma caneta amarela, esse item, sem dúvida, será lembrado com mais facilidade. Por isso, podemos utilizar artifícios coloridos, bizarros, ou engraçados, aliás, os professores de cursinhos são conhecidos por utilizarem com sucesso essa técnica.

Estímulos múltiplos

Outra boa técnica para utilizar nos treinamentos é utilizar estímulos visuais, através do uso de trechos de vídeos, e imagens. Fazer com que o treinando fale, recite, ou mesmo encene, é um forte estímulo para a retenção do conhecimento. Isso tudo funciona como âncoras do conhecimento, facilitando a recuperação da informação aprendida, quando necessário.

Resumos

Fazer resumos do que se vai ensinando permite uma melhor retenção do conhecimento, através de dois princípios, o primeiro é o da repetição, pois ao se fazer o resumo, os conceitos mais importantes estarão sendo revisados. O segundo é que a melhor retenção do conhecimento prévio, vai facilitar o entendimento e a retenção do conhecimento subsequente.

Prática

Nada melhor para consolidar o aprendizado do que a prática. Portanto, fazer com que o treinando execute uma ação, reproduza um processo, ou participe de uma dinâmica de grupo, será uma ótima forma de manter o conhecimento vivo, facilita o aprendizado e a memorização da mesma forma que um prego que fixa o quadro na parede.


Comunicar Erro: Clique Aqui!


Autor: Rodrigo Vargas – Engenheiro mecânico (UFPR), pós-graduado em engenharia de man. mecânica (UFPR), pós-graduado em gestão empresarial (FGV), com mais de 17 anos de experiência em ambiente industrial, sendo mais de 13 anos ocupando cargos de gestão na indústria automotiva e eletroeletrônica; compartilhando conhecimento sobre gestão, há mais de 10 anos, através do portal GestaoIndustrial.com.


Copyright © 2009-2018 – Rodrigo Vargas e seus licenciantes - Material protegido - Para usos permitidos consulte os Termos de Uso. Infrações à lei e a estes Termos podem sofrer as penalidades cabíveis, na esfera civil e criminal.