Dinâmicas de Grupo

Para auxiliar em alguns processos corporativos!

 

O que são as Dinâmicas de Grupo

As dinâmicas de grupo são importantes ferramentas para auxiliar em vários e determinados objetivos dentro dos processos corporativos, e podem ser:

De Apresentação: quando quer-se a apresentação do grupo no início de um treinamento.

De Entrosamento: quando se busca aquecimento ou aumentar a interação do grupo.

De Avaliação: quando a dinâmica vai procurar simular determinada situação sobre a qual se deseja fazer a observação de um profissional quanto a uma determinada competência, seja ele candidato a uma vaga, ou já um colaborador efetivo.

De Desenvolvimento: quando a dinâmica vai auxiliar em no desenvolvimento de alguma competência específica.

 

Personagens da Dinâmica

O Facilitador: aquele que será responsável por conduzir toda a dinâmica, liderando o grupo e cuidando para alcançar os objetivos desejados.

O Assistente: será responsável por auxiliar o facilitador em tarefas específicas, para permitir que o facilitador mantenha o foco no grupo e nas atividades. Será necessário somente em determinadas dinâmicas.

O Grupo alvo: formado por aqueles que estarão se submetendo à dinâmica, e dos quais se deseja algum resultado.

O Observador: aquele que será responsável em avaliar algum requisito previamente estabelecido, comportamentos, ou determinadas competências. Será necessário somente em determinadas dinâmicas.

 

 

Dinâmicas de Apresentação

Da Bolinha de Papel

É uma das que mais gosto de usar, simples e eficiente. O grupo posiciona-se em círculo, o facilitador pega uma ou duas folhas de papel, amassa em forma de bolinha e joga para um dos participantes. Este deve se apresentar e jogar a bolinha para outro participante que não tenha ainda se apresentado, e assim por diante. A apresentação pode variar de acordo com a necessidade e o objetivo do encontro, mas em geral, pede-se nome, formação e função.

Da Apresentação Indireta

Pede-se aos participantes que se reúnam em pares, se houver número ímpar, o assistente (ou facilitador) poderá completar o último par. Cada indivíduo terá de 3 a 5 minutos para se apresentar ao colega, que deverá prestar atenção e memorizar aspectos importantes para depois apresentá-lo ao grupo.  No momento da apresentação, o grupo pode se posicionar em círculo de modo que os pares fiquem juntos, e a sequência de apresentação poderá ser horária ou anti-horária.

 

Dinâmicas de Entrosamento

 Do Reconhecimento de uma Qualidade

Sentados em círculo, os participantes deverão escrever em pedaços de papel de mesmo tamanho, sem que possa ser reconhecida sua autoria, uma única qualidade do participante da sua direita (ou esquerda). Todos os pedaços de papel dobrados deverão ser colocados em um recipiente aberto. O facilitador pede, então, que um dos participantes retire um dos papéis, leia em voz alta, diga a quem ele acredita que a qualidade se refere, explicando o porquê, e então entregue à pessoa. Continuando no sentido anti-horário (ou horário), até que todos os papéis tenham sido retirados. Somente ao final, cada um revelará a quem se destinava a qualidade escrita no papel, iniciando-se pelo mesmo que fez a primeira retirada do papel do recipiente. Aí, após todas as qualidade terem sido realinhadas aos seus originais destinatários, o facilitador poderá perguntar a cada um o que achou da qualidade que lhe foi atribuída.

Do Reconhecimento de uma Qualidade - Versão Simplificada

Sentados em círculo, cada participante falará de uma única qualidade da pessoa que está ao seu lado direito (ou esquerdo), explicando o porquê e, se possível, descrevendo uma situação que o exemplifique. Assim sucessivamente até o último participante que, então, falará de uma qualidade do primeiro que falou.

Das Perguntas no Meio da Música

Todos em pé, toca-se música e os participantes são estimulados a dançar, ao parar a música, o facilitador faz uma das perguntas previamente elaboradas. Quem responderá será aquele que receber a bolinha de papel lançada pelo facilitador e, após responder, o participante jogará a bolinha para outro participante, que responderá e lançará a outro, que será o último a responder na rodada, e que devolverá a bolinha de papel ao facilitador, que reinicia a música e repete-se o processo. Pode-se fazer de um a cinco participantes do grupo a responder por rodada, dependendo, é claro, do tamanho do grupo. O facilitar deve garantir que todos do grupo respondam da forma mais igualitária possível, e que haja dinamismo suficiente em toda a dinâmica, pois o participante deve ser orientado no início de que deve dar a resposta em, no máximo, 5 segundos. É jogo rápido!

Exemplos de perguntas que podem ser utilizadas (não utilize perguntas que abordem política, religião ou temas polêmicos): Qual é o seu prato favorito? Qual é sua cor favorita? Qual é seu ator favorito? Qual é sua atriz favorita? Qual é sua cidade natal? Qual é seu hobby? Qual é seu cantor predileto? Qual é sua cantora predileta? Qual é seu filme favorito? Qual é seu esporte favorito? Qual é seu destino de férias predileto? O que você mais gosta nos outros? O que você mais gosta em você?

 

Dinâmicas de Avaliação

Do Resumo da Experiência Profissional

Individualmente, cada participante terá 15 minutos para se preparar e 2,5 minutos para falar (ele deverá preencher os 2,5 minutos, nem mais, nem menos). O objetivo é relatar, em pé e de frente para o grupo, a sua experiência profissional (se forem recém-formados poderá ser substituído o tema pela experiência educacional). O facilitador solicitará voluntários para se apresentar, o primeiro que se manifestar será chamado, na próxima rodada faz-se o mesmo. Ao se apresentar, o participante não poderá olhar o relógio, um assistente controlará o tempo e avisará quando faltarem 30 segundos para finalizar, assim como, quando o tempo terminar. Ao término, o facilitador interromperá o participante, caso este ainda esteja falando, e chamará o próximo. Os observadores devem ter o currículo de cada candidato e poderão observar as seguintes competências: comunicação (poder de síntese, coerência, comando de voz), postura, assertividade, iniciativa.

 

Da Tarefa em SubGrupo

O facilitador dividirá o grupo em subgrupos de 5 pessoas e, para isso, pedirá voluntários em número que divida o grupo todo em subgrupos de 5, e cada um desses escolherá, alternadamente, pessoas para formar o seu subgrupo. A tarefa do subgrupo será a de escrever em uma folha de flipchart um conselho profissional genérico para um gerente de área, com uma justificativa, que deverá ser apresentado depois por um dos integrantes. Todas as decisões deverão ser tomadas pelo subgrupo. Os observadores (cada subgrupo deverá ter um observador) poderão observar as seguintes competências: liderança, comunicação, trabalho em equipe, iniciativa.