Gestão do Tempo

Porque tempo é dinheiro!

 

Introdução

Vilfredo Pareto, economista e engenheiro italiano, realizou em 1906 um estudo da população italiana que mostrava que 20% dela era dona de 80% das terras. Mais tarde, o consultor de gestão e qualidade, Joseph Juran, difundiu o Princípio de Pareto (conceito 80-20), em que 80% dos problemas de qualidade são resolvidos ao se tratar 20% das causas. Outros exemplos mostram que 80% das vendas vem de 20% dos clientes, ou ainda, que os 20% dos produtos são responsáveis por 80% das vendas. O princípio 80-20 pode ser observado também no uso das palavras de um língua. Claro que esse conceito não ocorre, por extensão, em todas as situações, mas podemos, dentro de uma margem de erro aceitável, dizer que 80% dos seus resultados, virão de 20% das suas ações.

 

Fazendo um Boa Gestão de seu Tempo

Fazer uma boa gestão do tempo significa muitas e muitas vezes dizer NÃO aos outros, com o objetivo de não desviar-se das suas atividades principais, e não gastar tempo e energia em coisas irrelevantes. Isso pode, sim, aborrecer algumas pessoas, mas espera-se que haja bom senso, e que a sua produtividade fale por si só, e que as pessoas percebam que isso é positivo, que é a tática que você utiliza para manter o foco e gerir o seu tempo, com o objetivo de conseguir os melhores resultados para a Organização como um todo. Portanto, quando for abordado por alguém na Organização onde você trabalha, pedindo-lhe para você fazer algo, analise se é realmente importante e se isso vai agregar valor. Quando for o caso, discuta com seu chefe as suas prioridades e as outras atividades para, junto com ele, buscar uma alternativa viável.

 

Portanto, se fossemos resumir gestão do tempo, diríamos que é a arte de você se programar para executar as ações mais importantes (suas prioridades) e, não obstante as tentativas de interrupção e desvios de rumo, se manter nessa programação. Lembre-se de que, o seu tempo, só você sabe como melhor utilizá-lo e, portanto, é você quem deve dar as cartas no momento de distribuir seu tempo. O seu desafio é, não apenas manter-se no rumo de sua programação, de sua agenda, mas, antes de tudo, identificar quais são suas prioridades, aquelas ações que lhe darão os mais importantes resultados, ou seja, quais são os 20% de suas tarefas que lhe darão 80% de seus resultados. E isso deve acontecer numa rotina diária!

  • Identifique quais são suas prioridades!
  • Execute as suas prioridades, mantendo o foco!

 

Os Quadrantes da Gestão do Tempo

Veja no quadro abaixo os quadrantes do tempo. Devemos concentrar nossas ações, o mais possível, no quadrante +importante e -urgente. Até mesmo um bombeiro, cuja tarefa é apagar incêndios, deve estar focado no quadrante +importante e -urgente, pois quanto mais ações de planejamento (prevenção de incêndios), menos seria a intensidade das ações urgentes (apagar incêndios). Faça uma reflexão e veja onde você tem despendido a maior parte de seu tempo.